quarta-feira, 6 de abril de 2011

A(s) Verdade(s)....

Como em muitas outras coisas, no futebol também há sempre mais do que uma verdade.  Pretendendo que este blog tenha cada vez mais participação e que ela ocorra da forma mais civilizada e desportiva possível, resolvi hoje dar a palavra aos 2 primeiros comentadores deste espaço. Um benfiquista (Bruno Barbosa) e um portista (Miguel Lages Marçalo). O objectivo foi perceber como eles, cada um com com os seus “óculos”, viram e viveram o clássico do passado Domingo.
Analisem então as diferenças e semelhanças de opinião sobre o mesmo jogo.
A primeira “verdade”:
-“A convite do meu amigo Rui, coube-me a honra de partilhar convosco a perspectiva e o sentimento de um benfiquista sobre o clássico, que acabou por ditar a consagração do Porto como campeão nacional de 2010/2011 e logo em plena Luz. Primeiro que tudo, e para salvaguardar-me de mal entendidos, a opinião que aqui expressar sempre que o Rui me convidar não é - nem tenta ser - imparcial, isenta ou intelectualmente honesta. É uma opinião de alguém para quem o Benfica é, sem margem para dúvidas, o melhor do mundo. 
Posto isto, a minha opinião é de que o jogo de ontem foi uma prova, dada em 90 minutos, da superioridade do FC Porto sobre o único rival (as outras 14 estão cá a fazer número), ao longo de toda a época. É verdade que Jesus parece ter o azar de nunca conseguir disputar estes jogos de vida ou morte com o seu melhor 11. Ou é porque alguém é expulso, ou porque alguém está lesionado e até posso pensar que com Maxi, Martins e Cardozo a história seria diferente.. Porém, a forma como o Porto entrou em campo, confiante, mandão, pressionante e rápido, não deixou margem para dúvidas: aqueles senhores não fizeram 300km de autocarro para vir às compras ao Colombo mas sim para ganhar o jogo das suas vidas. Não sei se o nosso melhor 11 seria capaz de travá-los, embora goste de pensar que sim.
 A verdade é esta, amigos benfiquistas, a forma como o meio campo do Porto tomou conta da criatividade do Benfica é de salientar porque não é fácil fazê-lo e muito pouca gente o consegue. Procurámos disputar o jogo e marcar o nosso ritmo mas a verdade é que o Porto foi superior e raramente nos deixou fazer aquilo que tão bem sabemos, jogar futebol bonito. No entanto, para mim, não foi a qualidade do meio campo ou a velocidade do ataque azul e branco que nos derrotou. Também não foi a terrível arbitragem de Duarte Gomes e enganam-se se acreditam que o Roberto ofereceu dois golos, três pontos e um campeonato de forma tão fácil. E explico-me.
 O ano passado o Benfica teve a mesma oportunidade de se sagrar campeão no estádio do Dragão. Não conseguimos, e perdoem-me os que discordam, quando no ano passado ninguém tinha pernas para nós, neste nosso Portugal. Como é que foi possível, então? Simples. O Benfica viajou para a invicta a pensar "bom, se não ganharmos aqui, para a semana somos campeões na mesma, não há problema" enquanto o Porto nos recebeu com "nem pensar ver estes Mouros a festejar aqui!". Não se lembram da garra do Bruno Alves nesse jogo? Eu lembro-me.
 Este ano os papéis trocaram-se mas as mentalidades não. Para mim, esta vitória foi caracterizada pela garra do norte, traço característico do clube para quem vale tudo. O Porto é melhor que o Benfica? Os pontos dizem que sim mas a minha opinião é que não é. Simplesmente, o Benfica, conformado com o facto de ser segundo nesta liga, recebeu este Porto guerreiro de forma macia e foi muito castigado por isso. Claro que se a bola ao poste ao minuto 90+2 tem entrado, já ninguém falaria de atitudes ou da superioridade do Porto. Mas não entrou. Por isso, reconheço que o adversário foi melhor e mereceu tamanha glória!
 Parabéns Porto. (Ainda vos) faltam 7 aninhos..
 Bruno Barbosa"
E agora a segunda “verdade”:
-“Lá fui à Luz, o que  para nós Portistas em Lisboa não é fácil. Tive que estar às 17 hrs no Pólo Tecnológico de Telheiras para me juntar aos da minha cor, para garantir a minha, nossa segurança.
Com tanta peripécia pelo caminho, revistas às palmilhas das sapatilhas foram a última exigência para finalmente conseguir entrar no campo às 20.20 hrs….
Já a ver a bola, vi o FCPorto a massacrar, ao Aimar ser perdoada uma expulsão aos 6 minutos de jogo…e depois o já esperado golo do Porto, tenho ideia que o Benfica ainda não tinha ido à  nossa baliza, o golo é do Guarin, o robbie maman colaborou mas…o Roberto até safou aquela do Cebola quase no fim..aí além de apagarem a luz e ligarem a rega deviam fazer mais uma maldade qualquer.
Finalmente, lá marcaram um golito num penaltie mais que duvidoso e nós lá aproveitámos o facto de termos Hulk e ele facturou o 1-2 ….
A 2ª parte deu ao Duarte Gomes para não nos deixar jogar..além do Robertinho não ter ido para a rua quando fez penaltie, fartou-se de nos marcar faltas contra e nada a favor e ainda conseguiu não expulsar o Javi Garcia e o Coentrão que ía marcar 3 golos neste jogo para se vingar da humilhação sofrida no 5Draga0….também podia ter expulso o Moutinho aos 90+4 mnts há que dizer, mas lá vencemos e, acaso do destino, calhou conquistar o 25º Título Nacional naquele campo.
Fez-se a festa na medida do possível….os jogadores a tentar a ir ter com os adeptos mas os stwearts fizeram uma barreira, não perceberam que era só para oferecer as camisolas, uns burrancas….
Depois faltou a Luz, mas a festa foi continuando e até além do champagne jorrou água do relvado….e os atletas lá contentes da vida, afinal tinham sido Campeões, o 7ªTítulo dos últimos 10 anos, e foi assim à luz das estrelas, onde estava escrito que ía acontecer o que aconteceu, que se fez a festa.
Com isto, foi-me permitida a saída do campo, escoltados até onde tínhamos os transportes, entre eles o meu carro, onde cheguei à 1.30 hr da manhã, portanto foram 8.30 hrs para poder ir ver o meu Clube, e o curioso é que eu moro junto ao Colombo a 2 mnts do campo do Benfica.
Para o ano há mais,
Cumprimentos desportistas
 M L M

Duas visões diferentes em que, como se pode ler, há mesmo mais do que uma “verdade”……

É isto, também, que nos faz gostar de futebol!!! 
Partilhem aqui as vossas opiniões.
Saudações Desportivas

1 comentário:

  1. parabens ao Bruno Barbosa pelo seu comentário.
    cumps
    Miguel

    ResponderEliminar