quarta-feira, 12 de outubro de 2011

A escola da Selecção Nacional...

23 jogadores, uma só camisola....

Mas isso foi ontem!!! Entre os convocados por Paulo Bento para esta dupla jornada, de tentativa (falhada, para já...), de apuramento para o Europeu 2012, há atletas de diversos emblemas, quer nacionais, quer internacionais.

O que proponho, hoje, é que façamos a sua divisão, não como habitualmente é feita (pelos clubes que representam actualmente), mas sim de uma outra forma.....dividi-los pelos clubes onde efectuaram a parte mais importante (ou mais mediática, se preferirem...) da sua formação!!!

E então o que temos?

Começo pelos clubes que “formaram” menos jogadores. Sporting de Braga, União da Madeira e Elvas “dão”, todos, um jogador à Selecção Nacional.
O guarda-redes Eduardo “nasceu” para o futebol em Braga, Rúben Micael fez toda a sua formação ao serviço do União da Madeira e Sereno começou no clube da sua terra natal, O Elvas.

Vítima da política seguida pelo clube, nos anos mais recentes, de pouca aposta nos jogadores dos seus escalões de formação, o Benfica só consegue meter 2 jogadores entre os convocados. Curiosamente (ou não...), são dois defesas-laterais. João Pereira e Sílvio.
Nenhum deles se mantém ao serviço do clube encarnado, o que aliás é a regra entre os 23 da Selecção. Como veremos mais à frente, apenas UM jogador continua a envergar a camisola do clube que o formou....quem será???

Com 3 jogadores na equipa das quinas existem 3 clubes. São eles o FC Porto e os, em tempos, considerados de 4º grande, Boavista e Os Belenenses.
Pelo clube do Restelo passaram, em  determinada altura da sua formação futebolística, Rolando, Eliseu e Rúben Amorim.
O Estádio do Bessa viu despontar para o futebol um trio formado por Ricardo Costa, Raúl Meireles e Nuno Gomes.
As escolas do FC Porto formaram Bruno Alves, Paulo Machado e Hélder Postiga.
O que têm em comum, mais uma vez, estes nove jogadores? Nenhum continua a defender, no campo, o clube que o “formou”...


E chegamos ao grande “fornecedor” de jogadores à Selecção de Paulo Bento, o Sporting Clube de Portugal. O clube de Alvalade pode orgulhar-se de ter NOVE atletas, oriundos dos seus escalões de formação, entre os eleitos do seleccionador nacional.
Dois guarda-redes (Rui Patrício e Beto), três médios (Carlos Martins, Miguel Veloso e Moutinho) e todos os extremos (4) existentes na convocatória (Quaresma, Nani, Varela e Cristiano Ronaldo).

Curioso é ver-mos que dos nove, um terço pertence aos quadros do rival FC Porto (Beto, Moutinho e Varela); Carlos Martins pertenceu, até há bem pouco tempo, aos quadros do outro rival, o Benfica; Quaresma, Nani e Cristiano Ronaldo não jogaram mais do que duas épocas na equipa principal do Sporting; e ainda podemos lembrar que quase todos eram dos jogadores mais assobiados em Alvalade, quando as coisas não corriam bem. Portanto, a aposta na formação existe....não sei é se será feita da melhor forma!!!

E já sabem quem é o único dos 23 que continua a jogar pelo clube que o “formou”???

Pois é....o resistente chama-se RUI PATRÍCIO!!!
E até quando resistirá??? 
Partilhem as vossas opiniões, aqui, neste espaço para quem gosta de bola...

Saudações Desportivas

1 comentário:

  1. Cada um tem a sua formula " Magica " de obter capital, há quem tenha tv`s, a que venda a sua própria marca, há quem tenha negócios pouco claros etc... e há que trabalhe dentro do ramo futebolístico para o próprio futebol(formação de jogadores para o mesmo fim). Mas mudam-se os tempos mudam-se as vontades e o que conta são os resultados seja que formula " Magica " qual for.

    Abraço amigo

    ResponderEliminar